Deusa Lilith







A figura de Lilith representa um aspecto da Grande Deusa.
Lilith foi originalmente a Rainha do Céu Sumeriana, uma deusa mais antiga que Inana.
Também é conhecida coma A Lua Negra.
Na antiga Babilônia, ela era venerada sob os nomes de Lilitu, Ishtar e Lamaschtu. A mitologia judaica posteriormente colocou-a em domínios mais obscuros, como um demônio (feminino) do mal, a adequada companheira de Satã, que tenta os homens e assassina as criancinhas.
O nome de Lilith tem duas interpretações: "mulher da noite" ou "lilu" (lótus), a flor-Yôni da Grande Mãe, portal da união dos sexos. A figura de Lilith está relacionada à Deusa Mãe, venerada pelas tribos agrícolas pré-históricas que resistiam às invasões dos grupos nómadas.

A origem de Lilith apresenta-se através da mitologia babilónica, com versões diferentes do seu nascimento. O nome Lilith vem da Mesopotâmia, encontrado nas civilizações sumeriana, acadiana e babilónica, onde há várias divindades nas quais ocorre o fragmento lil, como, por exemplo, os deuses Nilil, Enlil, entre outros.
Belit-ili, Lillake, a cananéia Baalat, a divina senhora, são alguns de seus nomes. Nas representações mais antigas de Lilith, ela aparece como Lillake (cidade de Ur, 2000 a.C). Lilith está intrinsecamente associada à coruja, sendo representada como uma mulher sedutora, torneada, de seios bem formados e suculentos, uma yoni (vagina) que exala o perfume do amor, com pés de coruja e asas.

Na literatura hebraica, ela é a primeira mulher de Adão. Ao que tudo indica para a cabala (Zohar), o deus judaico criou Lilith e Adão como gémeos. Ela queria igualdade para com ele, mas lhe foi negada. Ela não se subordina a Adão, e, consequentemente, incorre na ira do deus. Foge para o Mar Vermelho e, com Samael, cria uma infinidade de seres demoníacos, que juram atacar a raça humana (fruto da união de Adão e Eva). Uma lenda islâmica atribui a ela a origem dos djinn (génios), seres de fogo que vivem nos espaços entre mundos.


Oração à Deusa Lilith:

Que eu jamais seja controlada
nem pela luz nem pelas trevas
sou a manifestação da Deusa na terra
que não aja fogo ou fogueira capaz de me deter
que jamais aja forças no patriarcado para me controlar
pois sou um ser livre
sou uma mulher-serpente
sou filha do sol e da lua
por isso não posso ser controlada
posso ser conduzida pelo Poder da Mãe
mas jamais controlada
não existem forças no céu ou na terra
capaz de me deter
pois sou uma mulher indomada
sou o princípio feminino
sou Lilith!
Que assim seja e assim se faça.
BeijoS NegroS^^  
by lady Morphyna

10 comentários:

  1. Ah eu sempre leio sobre lilith...Adoro...

    Bjos linda....Bom fim de semana!!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Lady M*!
    Gosto muito de seus post sobre Lilith*-*
    Ops! tens um selinho pra ti em meu blog!

    bjos!

    ResponderExcluir
  3. OI AMIGA.
    TEM SELINHO PARA VOCÊ:
    http://amorimortall.blogspot.com/2011/07/selinhos.html
    SAUDADES SUAS...
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  4. Muito interessante;
    Belo que me parece ela pode ser meio termo.
    Muito legal *--*

    Beju

    ResponderExcluir
  5. Que legal! Nunca tinha ouvido falar dela não..

    hehe'

    Interessante! *--*

    bjuu..

    ResponderExcluir
  6. Ahhhh,eu escutei falar dela por ai.HAUAHAUAHUAHAU.
    Realmente é uma figura interessante e achei muuuuito legal esse blog falar sobre este tipo de coisa *_*
    Isso é novo <3




    Beeijão <3

    ResponderExcluir
  7. Olá sou Magno Oliveira responsável pelo Blog Folhetim Cultural, convido lhe hoje a conhecer o nosso blog, que tem além de notícias, tem também atrações culturais. Como poesia, contos, crônicas e muito mais...
    Conto com sua visita no nosso espaço.

    Blog: informativofolhetimcultural.blogpost.com
    E-mail: folhetimcultural@hotmail.com
    Twitter: @folhetimcultura e @oliveirasmagno

    ResponderExcluir
  8. Olá, amg tem um selo pra vc em meu blog.. ve cê aparece =]


    bjos!

    ResponderExcluir

Veja Também: